NÚCLEO-URCI RJ1

INTRODUÇÃO

 O Núcleo-URCI RJ1 está subordinado à Universidade Rosacruz Internacional / IRCEP/ Grande Loja de Língua Portuguesa atuando de acordo com as orientações do CNPq/Capes para as Pesquisas Acadêmicas.  Este Órgão Federal criou nove (9) Grandes Áreas para o desenvolvimento das diversas pesquisas científicas. Entre tais áreas citamos Ciências Humanas; Ciências Exatas e da Terra; Ciências da Saúde; etc. Para o CNPq/Capes[1]:

A classificação das Áreas do Conhecimento tem finalidade eminentemente prática, objetivando proporcionar às Instituições de ensino, pesquisa e inovação uma maneira ágil e funcional de sistematizar e prestar informações concernentes a projetos de pesquisa e recursos humanos aos órgãos gestores da área de ciência e tecnologia.

Considerando a Metafísica (atualmente, pertence às Ciências Humanas) que ocupou durante longo tempo um espaço reservado apenas para os Místicos o Núcleo-URCI RJ1 tem como proposta promover pesquisas acadêmicas relacionadas a esta área de conhecimento e as diversas outras áreas de conhecimento relacionadas na CAPES. Neste particular a História, a Física, o Ensino e a Ciência das Religiões possuem especial atenção.

As pesquisas empreendidas podem estar relacionadas a qualquer região e podem tomar por base as diversas temporalidades – da Antiguidade à Contemporaneidade – e, sempre que possível, promovendo um diálogo entre Ciência e Literatura Rosacruz-AMORC. Pautado neste princípio, todos os núcleos da URCI são formados, exclusivamente, por membros da AMORC.

OBJETIVOS:

  • Desenvolver pesquisas acadêmicas nas áreas de Esoterismo, Misticismo e, Espiritualidade considerando a diversidade das Religiões, das Escolas de Mistério das Sociedades Secretas.
  • Relacionar, quando possível, as Leis da Natureza e Princípios Cósmicos considerando os estudos rosacruzes – AMORC e às pesquisas acadêmicas;
  • Propagar os estudos da AMORC por meio de estudos acadêmicos, sempre que possível, mas preservando conceitos resguardados por esta Tradição;
  • Estimular o espírito científico nos membros da AMORC;
  • Promover eventos e publicações por meio destes pesquisadores.

 MEMBROS Do Núcleo-URCI RJ1:

Obs: os membros são voluntários em regime de colaborador para efeito de CV lattes e carga horária.

Prof. Dr. Julio Gralha (88.024 p) (coordenador do Núcleo)

http://lattes.cnpq.br/4439637983998886

julio.egito@gmail.com

Prof. Dr. Adílio Marques (242.094 P) (coordenador Geral)

http://lattes.cnpq.br/7617994755277783

adiliojm@yahoo.com.br

Prof. Dr. Carlos Hollanda ( 228.649 P )

http://lattes.cnpq.br/1189852833425627

Prof. Dr. Pablo Silva Machado Bispo dos Santos (296.275 P)

http://lattes.cnpq.br/9398557494803815

Profª. Ms. Ana Lucia do Nascimento (69.220 P)

http://lattes.cnpq.br/2854516976352373

Profª Drª. Melissa Gonçalves Boëchat (242.094 P)

http://lattes.cnpq.br/1126248940558401

GRUPO(S) DE PESQUISA[2]:

Ciências Humanas; Ciências Exatas e da Terra e Linguística, Letras e Artes em uma abordagem transdisciplinar.

DESCRIÇÃO:

O presente grupo tem por objetivo analisar o Rosacrucianismo, o Misticismo, a Espiritualidade e o Esoterismo a partir das Ciências Humanas; Ciências Exatas e da Terra e Linguística, Letras e Artes em uma perspectiva transdisciplinar. Neste sentido a literatura e filosofia da AMORC, entre outras literaturas acadêmicas, servirão de base para as pesquisas.

A intenção final é que o estudante rosacruz tenha a compreensão da existência de sustentação científica nos textos e pesquisas produzidas. Assim como, que os novos interessados no Rosacrucianismo possam perceber que em diversos aspectos, a filosofia e as práticas podem ser analisadas a partir do método científico.

A relevância científica do grupo encontra-se nos poucos estudos acadêmicos referentes aos temas apresentados, principalmente no Brasil. As pesquisas nos programas de pós-graduação em Ciência da Religião e em alguns poucos programas em Ciências Humanas são as referências. Além disso, existem os trabalhos da Universidade de Amsterdam.

Nossa proposta é ampliar estas referências teóricas com pesquisas validadas pela Academia e que possam destacar a Metafisica, a História, a Física, as Artes, a Literatura e as outras tantas áreas do conhecimento como aporte teórico-metodológico para todos os estudantes e pesquisadores que se interessam pelo tema.

O Núcleo e o grupo pretendem auxiliar na formação de pesquisadores da URCI (projetos e domínio do método cientifico) e desenvolver produção textual e imagética sobre as pesquisas.

ÁREAS DE AÇÃO:

Ciências Humanas: História Antiga e Medieval; História Moderna e Contemporânea (com abrangência para a Ciência da Religião, Egiptologia, Mitologia); Filosofia; Metafísica (com abrangência para o Esoterismo, Misticismo e Rosacrucianismo) e Psicologia.

Ciências Exatas e da Terra: Física Geral (Física Clássica e Física Quântica; Mecânica e Campos; Relatividade e Gravitação; Áreas Clássicas de Fenomenologia e suas aplicações; Física das Partículas Elementares e Campos; Astronomia (com abrangência para a Astrologia)

Linguística, Letras e Artes: Artes (com abrangência para suas diferentes expressões)

LINHA DE PESQUISA 1: Rosacrucianismo, Esoterismo, História e Mitologia.

Esta linha de pesquisa tem por objetivo relacionar e analisar de forma comparativa a literatura Rosacruz e a pesquisa acadêmica nas áreas de História Antiga (Egiptologia) e Medieval e Mitologia. Deste modo, pretende-se que o conhecimento Rosacruz de aspecto tradicional possa ser lido (ou traduzido) de forma acadêmica sempre que possível.

LINHA DE PESQUISA 2: Ciência das Religiões, Esoterismo e  Rosacrucianismo.

Esta linha de pesquisa objetiva analisar as práticas Rosacruzes e os seus efeitos com base nas recentes pesquisas da Física Moderna e Contemporânea (FMC), como a Física Quântica, aliando os conceitos físicos com a História, em especial a História das Ciências. As possibilidades de comprovação por métodos e/ou mecanismos científicos será feita sempre que possível.

LINHA DE PESQUISA 3: Rosacrucianismo, Esoterismo, Filosofia e Educação.

Esta linha de pesquisa objetiva analisar as práticas Rosacruzes e os seus efeitos com base nos recentes estudos, principalmente da Neuroeducação que considera as Funções Executivas como a atenção concentrada; a imaginação; a flexibilidade; o autocontrole e a resolução criativa de problemas, como habilidade predominantemente humana. Desta forma, propomos investigar o ser humano em seu processo histórico-cultural considerando a evolução de sua consciência, em benefício próprio e do grupo, como um Harmonium.

 PROJETO(S) DE PESQUISA:

  • Os projetos serão elaboração conforme normas acadêmicas do CNPq/Capes (Temática; Objetivos; Hipóteses; Referenciais Teórico, Metodológico e Bibliográfico);
  • A pesquisa pode ser individual ou coletiva;
  • Os projetos apresentados por membros que não possuem Mestrado ou Doutorado necessitam ser orientados por um dos rosacruzes da URCI com tal título para que a pesquisa seja validada cientificamente;
  • Todos os projetos apresentados precisam ser submetidos à análise/validação da coordenação da URCI/RJ1.

PRODUÇÃO TEXTUAL E IMAGÉTICA:

  • Condicionado aos projetos de pesquisas, aos eventos universitários e eventos AMORC/URCI.
  • Com a proposta de suprir, quando possível, publicações da AMORC no Brasil e no exterior.

 

FLUXO DO NÚCLEO:

[1] http://www.capes.gov.br/avaliacao/instrumentos-de-apoio/tabela-de-areas-do-conhecimento-avaliacao

Acesso em: 12/09/2017

[2] Criamos apenas um grupo no momento que poderá conter diversas linhas e projetos de pesquisa. Outras grandes áreas poderão ser incluídas a partir das propostas de novos rosacruzes que se interessarem por desenvolver projetos de pesquisa.

II Coloquio
II Colóquio Ciência e Espiritualidade
I COLOQUIO CARTAZ
I Colóquio Ciência e Espiritualidade

I Colóquio Ciência e Espiritualidade. Rosacrucianismo: entre a Ciência e a Tradição. Data: 13-14 de Dezembro de 2016. Local: Universidade do Estado do Rio de Janeiro Horário: das 18:00 às 21:00. Endereço: Rua São Francisco Xavier, 524 auditório 11 – Maracanã  -Rio de Janeiro – RJ – Brasil. Informações: nehmaat@gmail.com   Realização: O I Colóquio […]

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someonePin on Pinterest